Resultado Júri Popular

Com muita satisfação  publicamos o resultado do
Júri Popular da I Semana de Arte Popular UFSC/UDESC

 

Mostra de Dança: grupo Garagem da Dança com a coreografia “Cinema Brasil”

Mostra de Artes Visuais: Artista: Ana Martins Pintura: Composição “Inadequados“

Sarau: Mariana Queiroz / duo Patricia Rodovalho e Vera Lúcia de Azevedo

Mostra de Teatro: “Seo Maneca”

Mostra de Cinema: “Terror no parque”

Batalha de Breaking: “Breakinho”

Atenciosamente,
Comissão Organizadora da I Semana de Arte Popular,
Diretório Central dos Estudantes – UFSC
Diretório Acadêmico de Artes – UDESC
Diretório Acadêmico Oito de Maio – UDESC

Telefone: (48) 3721-8242
sp

Grupo Engenho Confirmado na I SAPo!

Primeiro disco - Grupo Engenho
Criado nos idos de 1976/77, o Grupo Engenho montou o show “Misantropia”, com músicas do grupo e com experiências de sombras e expressão corporal.
Marcelo e Chico Thives, do Engenho, Alisson e Claudio Frazê do Vzero e Cristaldo acabaram por se encontrarem em uma festa na UFSC chegando a tocar juntos e se identificaram numa mesma linha. O diretório acadêmico acabou convidando para participarem nesta formação de uma festa realizada nas dependências do Centro de Convivência no Campus da UFSC que chamaram de “Forró do Engenho” que se tornou tradição atraindo cada vez mais pessoas tendo inclusive de ser realizado posteriormente no Ginásio do Colégio Catarinense reunindo um público de mais de 3.000 pessoas. Isto deu experiência para o Grupo para iniciar um trabalho musical mais sério. Embora tenha surgido nestas festas, conservou-se o mesmo nome por este vir de encontro a filosofia do novo grupo.
Começou então um trabalho baseado na música popular com incursões pela música catarinense, valorizando o folclore, principalmente o Boi de Mamão, mas dentro de um contexto social e político, surgindo daí o show e disco “VOU BOTAR MEU BOI NA RUA”. Este álbum foi um marco para o grupo fazer parte do movimento de produção independente no Brasil sendo produzido pelo próprio Grupo que abriu a sua própria gravadora e foi distribuído nacionalmente pela distribuidora “independente” de São Paulo na receita do Boca Livre, que foi o grupo „independente“ de maior sucesso desta nova alternativa de produção.
O fato de seus membros serem procedentes do interior: Marcelo, de Lages; Chico, de São José; Claudio Frazê, de Rio do Sul; Cristaldo, de Urubici (Santa Catarina); e Alisson, de Cianorte (Paraná), trouxe uma bagagem positiva, que aliado às pesquisas na Ilha de Santa Catarina, fortaleceu a característica musical do grupo.
O sucesso do primeiro álbum levou o grupo a gravar outro logo em seguida, que levou o título „Engenho“ e foi o resultado de pesquisas folclóricas de campo realizadas diretamente pelos próprios integrantes do Grupo.De 1998 a 2005 o grupo ressurgiu com a formação: Marcelo Muniz (baixo, piano, bandolim, violão e voz); Cristaldo (sanfona e voz); Leleco Lemos (voz); Gilson Duarte ( bateria, percussão e voz ); Ivan Schmidt ( violão e voz ) – Gravaram o CD Movimento.Em Julho de 2011 o grupo retoma as suas atividades relembrando os sucessos da formação com a qual se tornou conhecido no final dos anos 70, inicio dos 80. Desta formação, estão de novo reunidos os músicos Alisson Mota, Marcelo Muniz, Chico Thives e Claudio Frazê tendo como convidados especiais Marcelo Besen na sanfona e Carlos Augusto Vieira no violino, assim como Manoella Vieira nos vocais.
No show realizado na UFSC, em 28 de agosto de 2011, 2.000 pessoas, entre fãs e novos entusiastas, vibraram por mais de 1 hora, com “o espírito mergulhado em nostalgia e afeto histórico”.

Discografia
• Vou botá meu Boi na Rua (1980) – Independente
• Engenho (1981) – Independente
• Força Madrinheira (1983) – Lira Paulistana-Continental
• Coletânea „Som da Gente”, RBS-Discos (1984), música „Meu Boi Vadiou“.
* Em 1987 „Meu Boi Vadiou“ foi gravada por Martinho da Vila e incluída no seu albúm „O Canto das Lavadeiras“.
• Movimento (2003)

No ano de 2011, depois de alguns anos inativo, o Grupo retorna e em 2012 realiza o show “De Trés Ont‘onte a dijáoji” no palco do Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis.

fonte: página do Grupo

Errata da programação

Errata da programação impressa:

1)14h00 Debate: “Arte Engajada” Com Carlos Latuff, Cristiano Onofre no auditório da ESAG (UDESC).

2)Oficina de Muralismo Chileno

Por Verónica Graciela Urzúa Ytier – muralista

Dia: 07 de abril (domingo)

Horário: 14h
Local: sede do DCE

 

Atenciosamente, Comissão Organizadora da I SAPo.

 

 

Confirmado projeto Indisciplina na I Semana de Arte Popular!

“a Indisciplina pode ainda nos oferecer mais trabalhos no futuro. As portas estão abertas e as coisas estão acontecendo. Fazemos, aqui, o que podemos – ou o que não podemos deixar de fazer – para que essa arte fale por si. (E continue fazendo perguntas.)” Juliano Malinverni.

“Indisciplina” é um projeto do grupo Carbono12, que entre outras coisas, envolve diversas músicas tocadas por Juliano Malinverni, Jean Mafra, François Muleka, Beni Menezes, Vina Da Caverna, Antonio Rossa, Juniores Rodrigues, Gabriel Jacomel, Caio Lopez e outros músicos da nossa estimada Florianópolis. Os vídeos são realizados por Juliano Malinverni, Guilherme Malinverni, Caio Lopez e Jordane Câmara.

Um álbum musical resultará de todo esse processo, compilando essas músicas que foram gravadas para as séries.

“Série de vídeos realizada pela Carbono12.
Música, poesia, conversa de bar e um monte de coisas indisciplinadas pra acabar com essa bobagem de ‘cada um no seu quadrado’.” página do grupo.

Não conhece ainda? Então não perde tempo e confere o canal no youtube:


 

O grupo de rap Código Negro está confirmado para a 1ª Semana de Arte Popular!

O Código Negro é um dos grupos de rap mais antigos e influentes de Santa Catarina.

PabloCn, Buki, PrecarioCN e KPILÉ são originários da parte continental de Florianópolis, onde se localizam os bairros mais pobres e violentos de S.C.
Com um estilo pesado e com letras politizadas recheadas da mais pura realidade das periferias brasileiras, tentam passar para a sua maior inspiração (o povo) que outro mundo e possível atreves da luta e a conscientização do povo pobre.

Em sua trajetória de mais de 13 anos realizando eventos e shows nas periferias ou atos políticos em cidades catarinense como: Blumenau, Joinville, Criciúma, Itajaí, São José, Palhoça, Tubarão, Laguna e Florianópolis. E em cidades de outros estados como: São Paulo, Curitiba, Porto Alegre.

Também tocando com vários grupos catarinenses como: FV coerente, Elemento Suspeito, Esquadrão da Rima, Família Consciente, Davi Perez e de outros estados como: De Menos Crime, Consciência Humana, U-negro, Fim do Silencio, MOCAMBO, GOG, Face da Morte, Sistema Negro, Conexão do Morro e muitos outros.
Nessa longa caminhada o grupo Código Negro conquistou vários fãs, grandes amigos e muita experiência.

A apresentação ocorrerá após a batalha de MC’s, na sexta-feira, dia 05/04 às 22h no Centro de Convivência.

Cronograma Geral da SAPo 2013

Terça-Feira (02/04)

12h30 Apresentações Culturais no Varandão do CCE (UFSC) e Escola de Samba Mirim (UDESC)

14h Abertura no Auditório Guarapuvu do Centro de Eventos (UFSC)
– Audiência Pública com o reitor da UDESC no Auditório da ESAG (UDESC)
– Debate: “A arte crítica pelas lentes do cinema.” Com Sílvio Tendler e Fernando Evangelista no auditório Garapuvu do Centro de Eventos (UFSC)

18h Coquetel no Centro de Eventos (UFSC)

19h I Mostra de Dança da SAPo no Auditório Guarapuvu do Centro de Eventos (UFSC)

1º ATO :
Abayomi – “Corpo em Transito”
Broken Ladies Crew – “Romie”
Waris Danças Árabes – “Transcedencia”
Risco Grupo de Dança – “Bandoneon: um pequeno bailado”

Intervalo: Apresentação de Curtas
Clóvis Ghiorzi – “Tango” (Mostra de Cinema)
Guilherme Fant e Julia Milan – “Protesto Bboy”

2º ATO:
Fernanda e Ricardo Tetzner
Garagem da Dança – “Paciência”
Tatiana Wippel – “O vento que apaga a luz”
Insanos Grupo de Dança – “Os loucos são sãos”
Lincon Soares – “Interação e Transversalidades”

Waris Danças Árabes – “Encantamento”
Gui Fant/All Together Crew – “be like water”
Garagem da Dança – “Cinema Brasil”
Cia Hip Hop Soul – “Prólogo: Brasil, hip hop eu soul”
Roda de Capoeira

Quarta-Feira (03/04)

9h Debate: “Florianópolis: experiências e desafios da arte popular” Com Ive Luna (Gira coro), Valdir Agostinho, Rudhy (Arma-zen), Simara Pereira (SEEB) e Drika Coelho no Mini-auditório do CFH (UFSC)

12h30 Apresentação banda Mato Rasteiro na UFSC

14h30 I Mostra de Cinema da SAPo no Auditório de CSE (UFSC) e plenarinho (UDESC)
A casa que o prefeito deu para nós (Documentário)
Terror no parque (Suspense)
Stratus – Time-Lapse (Narrativa Visual)
O homem da cabeça de papelão (Ficção)
Nâo, Senhor! (Documentário)
“Ciganos” (Musical)
Impasse (Documentário)
Entrevista Silvio Tendler

18h30 I Mostra de Teatro da SAPo no Espaço 1 e Arena (UDESC) e em frente à catedral (Centro)
“Eu gosto de girafas, você de hipopotamos” (Espaço 1)
“Baião de 2” (Arena)
“Intervenção : Não vem que não tem” (Arena)
“Seo Maneca” (Arena)
“Caostrófico” (Espaço 1)
“João Grilo e Chicó” (Espaço 1)
20h “O que você esta olhando” (Catedral-Centro)

Quinta-Feira (04/04)
09h Oficina: O conto do contador de história – Exercícios de criação e contação de histórias.
Por Felícia Fleck – Local: Sede do DCE

09h Oficina: Como montar uma peça em 1(um) dia – Artes Cênicas
Por Natasha Rodrigues Padilha e Elisa Carneiro -Local: FAED/UDESC essa oficina dura os seguintes dias: 04 de abril (quinta) das 9h às 12h e das 14h às 18h e 05 de abril (sexta)das 9h às 12h

10h Oficina – Primeiros passos em Libras
Por Karina Elis Christmann e Michelle Cristini Pacheco – Local: sede do DCE

12h30 Roda de Capoeira do Básico no varandão do CCE e Rafael Goulart e Cabrobró no RU

14h00 Oficina Como Montar uma peça em um dia (FAED/UDESC)
14h00 Oficina de Fanzine Por Lui Junges – Local: Sede do DCE

14h00 Oficina de Quadrinhos Por Galvao Bertazzi – Local: Sede do DCE

14h00 Oficina de Origami Por Joel – Local: Sede do DCE

14h00 Oficina Dança de Salão Brasileira (Samba de Gafieira e/ou Forró e/ou Zouk)
Por Paula Lopes Brinhosa & Tharles Dias de Oliveira – Local: Galeria de Arte do Convivência

14h30 Debate com Sérgio de Carvalho e João Pissarra da Cia do Latão no Auditório da FAED (UDESC)

18h30 Sarau no Varandão do CCE (UFSC)

Sexta-Feira (05/04)

9h00 Oficina: Como montar uma peça em 1(um) dia – Artes Cênicas
Por Natasha Rodrigues Padilha e Elisa Carneiro – Local: FAED/UDESC

09h00Oficina – Confecção de cadernos artesanais
Por Iuly Masieiro Henrique – Local: Hall do Bloco das Artes Visuais – CEART UDESC

12h30 Banda Vulvarásticos no Varandão do CCE

14h Debate: “Arte Engajada” Com Carlos
Latuff, Cristiano Onofre no auditório da FAED (UDESC)

21h00 I Batalha de MC’s no laguinho em frente ao Centro de Convivência (UFSC)

Gustavo “Menor” (RAP) (Mostra de Música)
Davi Perez (RAP) (Mostra de Música)
Diogo AZÊ (RAP) (Mostra de Música)

Lucas Las (Rap)

Código Negro (RAP)

Sábado (06/04)

12h Almoço Popular no RU: feijoada e feijoada vegetariana – Apresentação Musical Roberta Lira e Samba Sete
13h I Batalha de Breaking da SAPo na Praça da Cidadania (UFSC)
DJ Gustavo Caram Show Case: Nicholas (Nos Trink Criu), Ingrid (Start Crew), Gleyson (Hip Hop Soul), Carlos e Yuri (Hip Hop Soul)
Jurados: Gui Fant(All Together/CAS), Adriano Soares (Start Crew) e Wagner Wagz (Nos Trink Criu)
Grafite: Guigie, Ué, Tatu e  Lemmas

14h Oficina de Tye Dye ao lado laguinho (UFSC)

15h Oficina de Muralismo Chileno no Centro de Convivência (UFSC)

16h I Mostra de Música da SAPo na Praça da Cidadania (UFSC)

Seu Baldecir (samba rock)
Eletrolíticos (rock)
Besouros da Praia (rock)
Arma-Zen (rap)

Domingo (07/04)
13h30 I Mostra de Música da SAPo na Praça da Cidadania (UFSC)
Violas da Ilha (viola caipira)
Caraudácia (nova mpb)
Pedra do Urubu (soul/samba)
Indisciplina (rock)
Apresentação de Boi de Mamão – Sociedade Folclórica do Campeche
Grupo Engenho (regionalista)

Terça à Sexta, das 10h às 20h: Mostra de Artes Visuais na FAED/UDESC
Artista: Fernanda Machado
Gravura – Xilogravura: “Animais nas mãos“
Artista: Fernanda Machado
Gravura – Xilogravura: “I love you“
Artista: Fernanda Machado
Gravura – Xilogravura: “Mundos Inclusivos“
Artista: Osmarina e Paulo Villalva
Escultura: “Brincadeiras de minha vivência“
Artista: Fabiano Trichez
Fotografia: Série “Trabalhos de rua“
Artista: Larissa Nowak
Fotografia: Série “A Comunidade em Festa“
Artista: Fabricio Schmidt
Fotografia: Palimpsest Series
Artista: Isadora Azevedo
Fotografia: Série “Los muros de la ciudad“
Artista: Aline M. Gobbi
Pintura: “Camponesa“
Artista: Lemane
Pintura: “Deus dará ó nega“
Artista: Ana Martins
Pintura: Composição “Inadequados“
Artista: Tami Alecrim
Pintura: Composição “Memórias Quebradas“
Artista: Pablo Necro
Pintura: “Nossa Senhora da Lagoa“
Artista: M. Steffens.
Desenho: Série “Jazz e Gim”